Desenvolvendo bom gosto no design

Home  |  Design   |  Desenvolvendo bom gosto no design
bomgosto

Desenvolvendo bom gosto no design

O famoso monólogo de rádio de Ira Glass no programa de rádio This American Life em Nova York incentiva jovens criativos a ir além de suas divergências iniciais entre seu próprio trabalho e do trabalho que eles consideram ser “bom”. Glass lembra que todos nós entramos na área do trabalho criativo, porque “temos bom gosto.”

Eu concordo com esta idéia. No entanto, alguns designers, eu diria, também precisam trabalhar em seu gosto. Vamos ser sinceros, nem todos os designers têm bom gosto. Mas, como você sabe quando um projeto é realmente bom ou ruim? É subjetivo à quantidade de pessoas que dizem que é? Vamos explorar isso melhor.

Leva anos

A maioria das pessoas tem uma boa idéia do que elas gostam, mas na verdade a criação de trabalho que é constantemente elogiado por aqueles dentro e fora da comunidade de design leva muitos anos de prática. Você pode pensar que seu trabalho é bom imediatamente depois de criá-lo, em seguida, ao voltar a ele seis meses ou um ano mais tarde e estremecer de horror em sua falta de habilidade anterior.

Essa é apenas a maneira como funciona. Você constrói um nível de experiência – exatamente como se você estivesse jogando um jogo ou esporte – e quando você revisitar o mesmo território, vai ver que você estara muito mais preparado para lidar com o desafio do que estava antes. Você pode então “passar por cima” do seu design, e criar um novo trabalho que ofusca completamente o antigo.

A coisa importante a lembrar aqui é que todos os designers, não só você, estão fazendo exatamente a mesma coisa com seu próprio trabalho. Então aquele designer que você admira bastante, pode estar passando o olho nos arquivos em seu próprio disco rígido e balançando a cabeça de vergonha dos antigos projetos executados que achava ser o máximo.

Saia da Internet

Sério. Vá lá fora e olhe ao redor. Tire fotos. Leia livros reais em uma biblioteca real. Há tantas fontes de inspiração além do que seus colegas estão fazendo e postando na internet. Vá encontrá-las. Quando você sai e absorbe o mundo ao seu redor, suas idéias sobre o que é bom e ruim, inevitavelmente, mudarão e melhorarão.

Como é que isso funciona? Você ira ampliar sua perspectiva do que está lá fora e o que já foi feito antes, e por quem. Ler, viajar, conversar com pessoas diferentes de todas as esferas da vida, tendo uma aula para aprender algo diferente e não relacionada ao design – todas essas coisas podem ajudá-lo a obter essa perspectiva valiosa e vai melhorar o seu gosto em design, quase que automático.

Lembre-se, o design tem tudo a ver com como as coisas funcionam. Então, quanto mais coisas você analisar, mais você pode descobrir o que está dando certo e o que não.

Seja ciente da brecha

Ira Glass fala de uma “brecha” entre o que você vê como um bom trabalho, e o que você é realmente capaz de produzir neste exato momento. Sempre trabalhe perto da brecha. Isso significa constantemente trabalhando para melhorar seu ofício. Pratique suas habilidades de design, mesmo fora do estúdio ou escritório.

Além disso, não se esqueça de fazer projetos pessoais. Quanto mais projetos pessoais você desenvolver, o melhor para você vai ser, pois é geralmente através desses trabalhos que seu gosto pessoal se desenvolve. Se você começar a ficar entediado com o trabalho que está desenvolvendo para algum cliente – talvez seus clientes estão exigindo o mesmo estilo e você tem medo que seu trabalho esteja começando parecer o mesmo – um projeto pessoal divertido pode ser a coisa que vai te revigorar e animar novamente a desenvolver novas idéias.

Há sempre algo melhor

Eu achava que sabia o que era um bom projeto, até que eu vi uma coisa que eliminou minhas noções anteriores do que é bom. Esteja sempre à procura de melhores designs, e tenha como meta alcançar alturas maiores do que você jamais pensou que poderia.

Suas opiniões mudaram quanto mais conhecimento você tiver, e você pode até olhar para trás nas coisas que você costumava amar com um pouco de vergonha. É um pouco como ser uma criança e pensar que um filme ou programa de TV que você assistia era a melhor coisa do mundo. E depois, quando você se torna um adulto, você percebe que não era tão bom assim.

A mesma coisa acontece com o seu gosto em design. Quanto mais você absorver e crescer como pessoa, sua bagagem no que constitui um “bom design” será ainda maior.

Todas as táticas que descrevemos acima podem ajudá-lo a chegar lá, mas lembre-se de ser paciente. Desenvolver bom gosto em design não é uma coisa que vai acontecer do dia para noite. Na verdade, pode levar uma vida inteira para você realmente ter uma noção sobre qual é a melhor solução de design para qualquer situação.

Tags:
ANTERIOR

9 Dicas para seu anúncio no Facebook

PRÓXIMO

Seu site na primeira página do Google